INÍCIO RESENHAS PARCEIROS CONTATO ESPECIAIS

10 de dezembro de 2017

Resenha: Turma da Mônica Jovem - Uma Viagem Inesperada

||
Autoras: Babi Dewet, Carol Christo, Melina Souza, Pam Gonçalves
Editora: Grupo Autêntica (Nemo)
336 Páginas 

Sinopse: Viajar é - quase sempre - motivo de animação, mas às vezes a estrada é cheia de curvas e surpresas, e parece que tudo pode acontecer quando passamos as férias bem longe de casa. Em Uma Viagem Inesperada, Babi Dewet, Carol Chisto, Melina Souza e Pam Gonçalves apresentam quatro histórias inéditas da turma que encantou gerações de leitores. 
Mônica parte rumo à Coreia do Sul em um  tour inesquecível, repleto de k-pop, cores e aventuras. Magali tem seus planos virados de cabeça para baixo e acaba em Paraty, onde gastronomia e novas amizades se encontram. Marina desenvolve um outro lado artístico em Londres - com direito a chá, muita saudade, encontros e desencontros. Já Denise, por se meter numa encrenca, é mandada de castigo para um acampamento na Serra Catarinense, onde sua determinação acaba salvando o dia. Compre o livro aqui. 

Uma Viagem Inesperada reúne quatro contos de quatro personagens da Turma da Mônica. Nossa personagem principal ganhou voz por meio de Babi Dewet; já Magali foi desenvolvida por Carol Chisto; Marina, por Melina Souza e Denise, por Pam Gonçalves.  

Em Uma Aventura na Coreia do Sul, Mônica parte rumo à Seul, porque perdeu uma aposta. A menina estava jogando cartas na escola com a Turma e o combinado era que o perdedor do jogo teria que se inscrever num sorteio da Rádio MAX, cujo prêmio seria a viagem. Mônica não venceu o jogo, mas ganhou o sorteio. Assim, a personagem embarca para descobrir não só um novo país e uma nova cultura, mas muito do que ela pensa sobre si mesma e o que pode mudar a respeito disso. 

Já em Um Menu de Surpresas, Magali vai para Paraty, porque a tia dela, Nena, está doente e precisa de visitas. Acontece que a menina já tinha feito uma lista do que queria fazer nas férias, na companhia de Quinzinho, e não tinha nada a ver com ver doentes e ficar sem o namorado. Não era justo que todos os planos fossem por água a baixo. Magali vai descobrir, porém, que tudo vai acontecer de forma muito diferente do que ela está achando. 

Londres para Leigos vai narrar as férias de Marina, que viaja para Londres para fazer um curso de fotografia, um presente dado pelos pais. O problema é que o que a menina sabe fazer mesmo é desenhar, não fotografar. Mesmo assim, a garota enfrenta o desafio e decide dedicar a maior parte do tempo que tem a essa nova arte que descobriu. 

O último conto, Férias na Serra Catarinense, vai contar sobre as férias de Denise que, por se meter numa encrenca por usar o celular em dia de prova, é mandada para o acampamento da tia, Rita, sem acesso a nenhum tipo de tecnologia. Mas, a menina descobre que existe um problema muito maior do que esse: o acampamento da tia está muito detonado e perdendo clientes para um outro, mais novo, bem arrumado e bonito. Será que Denise pode fazer algo para ajudá-la?

Turma da Mônica Jovem - Uma Viagem Inesperada, Babi Dewet, Carol Christo, Melina Souza, Pam Gonçalves | Foto: Luiza Lamas

Eu comecei a ler esse livro ao contrário (logo, pelo conto da Pam), porque precisava falar dele num programa de rádio que faço parte no meu estágio. Continuo achando que a Pam é ótima em criar personagens (dela eu também li Boa Noite) e gosto muito da forma como ela resolve a questão chave dos livros. Pelo menos, nessas duas vezes, as ideias eram completamente executáveis e práticas. O Douglas (personagem que Marina conhece durante o conto) é quem traz um pouco de equilíbrio para a narrativa, já que a menina se mostra pouco suportável no começo. Achei legal observar como a personalidade dela se modifica ao logo da história e também como a amizade dos dois amadurece. Mesmo assim, esse não foi meu conto favorito. 

Achei a história da Marina bem simples, sem nada que eu pudesse falar "uau, isso foi maravilhoso". Gostei bastante da forma que ela encontrou para se dar bem com fotografia, mas não entendi qual a necessidade de haver um personagem na narrativa que colocasse em xeque os sentimentos da menina. Acredito que isso não acrescentou muito para o conto.

Um Menu de Surpresas foi o meu conto favorito. Acho que foi o que melhor desenvolveu as personagens e foi nele que tive mais tempo para me acostumar com o jeito e os gostos de cada um. A ideia da lista foi muito criativa e o que acontece depois também. Porém, de novo, existiu o balanço dos sentimentos no quesito amoroso. Achei que isso acabou deixando a história um pouco estranha e o final meio mal acabado, mas tudo bem. Por que raios as pessoas não podem ser só bons amigos? 

O conto da Babi foi o último que eu li e o que menos gostei. Talvez seja porque eu não sou muito chegada ao universo de k-pop, mas a trama demorou um pouco para se desenrolar e achei algumas das lições que a autora quis colocar no livro um pouco forçadas. Agora, não posso deixar de dizer que é claro o conhecimento que a Babi tem sobre a Coreia e sobre os grupos de k-pop, hahaha. Ela deixa isso bem explícito no livro e é interessante conhecer um pouco de outra cultura, bem distante da do Brasil. 
"Por que é isso que as viagens fazem com as pessoas, né? A gente amadurece, entra em contato com o nosso eu interior" - Pág.10.

Vocês já leram esse livro? O que acharam? Contem aí nos comentários! Gostaram da resenha?


Um beijo e foca na leitura!

Facebook
Blogger

Nenhum comentário