INÍCIO RESENHAS PARCEIROS CONTATO ESPECIAIS

15 de outubro de 2015

Falando sobre: A Irmandade Perdida

||

Autora: Anne Fortier                                                                  Editora: Arqueiro                                                                               527 Páginas                                                                                   
Sinopse: Diana Morgan é professora da renomada Universidade de Oxford. Especialista em mitologia grega, tem verdadeira obsessão pelo assunto desde a infância, quando sua excêntrica avó alegou ser uma amazona – e desapareceu sem deixar vestígios.No mundo acadêmico, a fixação de Diana pelas amazonas é motivo de piada, porém ela acaba recebendo uma oferta irrecusável de uma misteriosa instituição. Financiada pela Fundação Skolsky, a pesquisadora viaja para o norte da África, onde conhece Nick Barrán, um homem enigmático que a guia até um templo recém-encontrado, encoberto há 3 mil anos pela areia do deserto.
Com a ajuda de um caderno deixado pela avó, Diana começa a decifrar as estranhas inscrições registradas no templo e logo encontra o nome de Mirina, a primeira rainha amazona. Na Idade do Bronze, ela atravessou o Mediterrâneo em uma tentativa heroica de libertar suas irmãs, sequestradas por piratas gregos.
Seguindo os rastros dessas guerreiras, Diana e Nick se lançam em uma jornada em busca da verdade por trás do mito – algo capaz de mudar suas vidas, mas também de despertar a ganância de colecionadores de arte dispostos a tudo para pôr as mãos no lendário Tesouro das Amazonas.
Entrelaçando passado e presente e percorrendo Inglaterra, Argélia, Grécia e as ruínas de Troia, A irmandade perdida é uma aventura apaixonante sobre duas mulheres separadas por milênios, mas com uma luta em comum: manter vivas as amazonas e preservar seu legado para a humanidade.

Olá pessoal!! Quanto tempo, não? O final de ano está bastante corrido para nós, com o vestibular se aproximando e o fim do ano letivo, por isso pedimos desculpas a vocês. Mas vamos falar de coisa boa! A nossa querida editora Arqueiro está com um super livro, lançamento do mês de setembro, que me deixou completamente apaixonada! Espero que assim como eu, vocês gostem :D

Diana Morgan acaba de conseguir um emprego de professora na Universidade de Oxford, e com pouco mais de um mês nesse cargo, ela recebe uma proposta misteriosa de um representante da Fundação Skolsky, Jonh Ludwig, bem no meio da rua.

É claro que ela não iria aceitar. Ou ia? Segundo o Sr. Ludwig, eles haviam encontrado uma prova de que as amazonas realmente existiram. Era a chance de Diana colocar em prática todos os anos de fixação sobre o assunto, que começara desde a infância, por influência de sua avó, que acreditem ou não, dizia ser uma das guerreiras amazonas.
- O que alguém poderia ter falado? - James provou com deleite sua entrada. - Depois de serem atacados pela sua narrativa de mulheres guerreiras suadas vestidas com botas de pele animal e biquínis de cota de malha... Eles são acadêmicos, caramba. Fique feliz por ninguém ter enfartado. 
Motivada pelo desejo de seguir a trilha das amazonas e quem sabe encontrar sua avó desaparecida, Diana parte para o norte da África, onde Nick Barrán se juntará a ela nessa busca perigosa, que envolverá muita mais do eles podem imaginar. 
- Não me pergunte. Eu nunca tive envolvimento com as escavações. Não sei nem muito bem por que estou na Europa se a floresta Amazônica fica na América do Sul.
Fazia um bom tempo que eu não me sentia tão ligada a uma história a ponto de devorar o livro. As 500 páginas podem não ser tão convidativas a principio, mas depois que você começa a ler não quer parar mais.
Eu sou uma amazona, matadora de animais e de homens. A liberdade corre em minhas veias; corda nenhuma pode me prender. Eu nada temo; é o medo que foge de mim. Ando sempre para a frente, pois esse é o único caminho. Quem tentar me impedir sentirá minha fúria.  
Os personagens são muito bem construídos e ver a evolução deles no decorrer da trama é maravilhoso. Meu personagem favorito é o Nick, ele tem um jeito misterioso e sarcástico que eu amo. 
- Acho que você acaba de quebrar o recorde mundial de ficar emburrada. Menos de dez minutos. Muito impressionante. 
Umas coisa bastante legal do livro é que ele não foca somente na busca da Diana pelas amazonas; também há a história de Mirina, uma das primeiras amazonas, que sai em busca de suas irmãs, sacerdotistas da deusa da Lua, que foram raptadas pelos gregos. 
- Inúteis são agricultores que não plantam e pastores que não pastoreiam.Lembre-se que você é uma irmã. Uma irmã não precisa de olhos para ser útil, só de um sorriso e de um coração valoroso. 
E é por causa dessa intercalação das histórias que você não consegue parar de ler: os capítulos sempre acabam na melhor parte. Por exemplo, você terminou o capitulo da Diana, e está super curioso para saber o que vai acontecer, só que para isso você tem que ler o próximo capitulo todo que é da Mirina, mas quando ele termina também é na melhor parte, ou seja, é um ciclo vicioso que não te deixa largar o livro.

Para encerrar, quando eu terminei o livro minha vontade era começar a ler de novo, pois ele me deixou com aquele gostinho de quero mais. Então se você está procurando uma história cheia de aventuras, romance e mistério, pode parar por aqui mesmo porque você acaba de encontrar uma mescla de tudo isso e muito mais; esse livro é definitivamente uma aventura de proporções épicas, que recomendo para todos e principalmente para amantes de mitologia.
- Sempre se certifique de que eles subestimem você - falara, bem devagar para ter certeza de que eu prestasse atenção. - É esse o segredo.
Até mais e Foca na Leitura!! 
Facebook
Blogger

Nenhum comentário