INÍCIO RESENHAS PARCEIROS CONTATO ESPECIAIS

7 de agosto de 2016

Falando Sobre: Um Perfeito Cavalheiro

||
Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2014
304 Páginas 

Sinopse: Sophie sempre quis ir a um evento da sociedade londrina. Mas esse é um sonho impossível. Apesar de ser filha de um conde, é fruto de uma relação ilegítima e foi relegada ao papel de criada pela madrasta assim que o pai morreu. Uma noite, ela consegue entrar às escondidas no baile de máscaras de Lady Bridgerton. Lá, conhece o charmoso Benedict, filho da anfitriã, e se sente parte da realeza. No mesmo instante, uma faísca se acende entre eles. Infelizmente, o encantamento tem hora para acabar. À meia-noite, Sophie tem que sair correndo da festa e não revela sua identidade a Benedict. No dia seguinte, enquanto ele procura sua dama misteriosa por toda a cidade, Sophie é expulsa de casa pela madrasta e precisa deixar Londres. O destino faz com que os dois só se reencontrem três anos depois, Benedict a salva das garras de um bêbado violento, mas, para decepção de Sophie, não a reconhece nos trajes de criada. No entanto, logo se apaixona por ela de novo. Como é inaceitável que um homem de sua posição se case com uma serviçal, ele lhe propõe que seja sua amante, o que para Sophie é inconcebível. Agora os dois precisarão lutar contra o que sentem um pelo outro ou reconsiderar as próprias crenças para terem a chance de viver um amor de conto de fadas. Nesta deliciosa releitura de Cinderela, Julia Quinn comprova mais uma vez seu talento como escritora romântica.
Sophie Beckett, apesar de ser a filha bastarda de um conde, teve uma infância privilegiada. Por ser tratada como pupila (pessoa que é educada por um professor) dele, ela recebia os mesmos direitos de uma cidadã da alta sociedade: podia estudar, aprender a guiar cavalos, vestir roupas bonitas, etc. Contudo, isso mudou a partir do momento em que o conde se casou. A madrasta da menina, Araminta, achava uma afronta que a garota tivesse aulas com suas filhas e, assim que o conde morreu, proibiu todas as regalias de que a menina tinha direito e, pior ainda, a tornou camareira da casa e escrava.

Um dia, cansada de ser explorada e ver as meia-irmãs dela frequentarem os bailes da sociedade e ela não, Sophie, com a ajuda das outras arrumadeiras, vai escondida a uma festa na casa de Lady Bridgerton, onde conhece Benedict. Os dois se apaixonam na mesma hora, porém Sophie, por segurança, não se identifica. Não diz nome, onde mora e nem mostra o rosto.

Tudo parece muito mágico e perfeito, mas de alguma forma a madrasta da menina descobre sua presença no baile e a expulsa de casa. Ao mesmo tempo, Benedict procura desesperadamente por toda Londres a dama misteriosa dele. Como será que essa história vai se desenrolar?

"Não seria fácil encontrá-la. Nunca era fácil achar alguém que não queria ser encontrado, e ela deixara mais do que claro que queria manter a identidade em segredo." - Pág. 58

Eu reconheço que estava com saudades de ler algo da Julia Quinn, por conta de toda a adrenalina e ansiedade que as histórias dela passam, mas esse acabou sendo o livro que menos gostei até agora.

Benedict não é tão perfeito assim. No começo gostei dele, mas depois sua personalidade foi caindo e em algumas situações ele foi extremamente arrogante. Inclusive, vi algumas resenhistas que reclamaram do título do livro justamente por isso, mas acho que foi alguma precipitação de tradução, pois em algumas capas estrangeiras o título é "An Offer from a Gentleman" que em uma tradução literal significa "Uma Oferta de um Cavalheiro", que se encaixa muito mais na história (quando você ler vai perceber).

Além disso, o fato de Sophie demorar tanto, tanto, para revelar sua identidade me incomodou, porque tudo poderia ser muito mais simples (mas se ela fizesse isso, talvez, não houveria história, né :p). Outra personagem que quero destacar é Violet, mãe de Benedict, que tem um papel incrível no livro.

Enfim, pessoal, é isso. De qualquer modo, quero muito ler o próximo da série :)

Um beijo e foquem na leitura!
Facebook
Blogger

2 comentários

  1. Oie, sou a Thais do Um café e um livro, gostaria de lhe avisar que lhe indiquei o seu blog para o Prêmio Dardo. <3

    http://umcafeeumlivro0209.blogspot.com.br/2016/08/i-died-um-cafe-e-um-livro.html#comment-form

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thata!
      Muito obrigada pela indicação, estamos muito felizes <3

      Excluir