INÍCIO RESENHAS PARCEIROS CONTATO ESPECIAIS

24 de junho de 2015

Falando Sobre: O Clã dos Quatro Guerreiros

||

Autor: Diego Martins Ribeiro                                                                Editora: Novo Século                                                                        392 Páginas                                                                               Sinopse: Quatro jovens com aparentemente muito pouco em comum seguem em um antigo carro vermelho-sangue por uma estrada deserta. Nada indica que qualquer tipo de perigo possa estar em seu caminho naquela pacata noite. No entanto, após se depararem com uma esfera de luz e sofrerem um estranho acidente, Gabriel, Henrique, Débora e Beatriz acordam em um lugar desconhecido, onde tudo parece possível. Em meio a personagens e paisagens surreais, como o monte de rochas flutuantes e a perigosa fera da Gruta Sombria, eles encontram pistas de como podem voltar para casa, e se assombram com as coincidências que envolvem sua chegada a Enoua, como se essa já fosse esperada por alguém misterioso. Em uma incrível jornada que os fará conhecer mais sobre si próprios e aqueles que sempre estiveram a sua volta, eles irão descobrir que Enoua não é simplesmente um mundo distante, e que é preciso muito mais do que armas raras, amuletos cheios de segredos e armaduras indestrutíveis para se tornar um verdadeiro Guerreiro.

Oi gente! Hoje venho trazer para vocês mais essa resenha de parceria, espero que gostem :)

Numa tarde de sexta-feira, Gabriel está em seu quarto fazendo alguns rascunhos, desenhos e gráficos para um projeto quando sua mãe bate na porta e diz que ele tem visita. Não é ninguém menos que Beatriz, sua vizinha, irmã de seu antigo amigo Henrique, vindo pedir carona para o irmão. Ele precisa dar aulas numa escola de francês, mas perdeu o ônibus e seus pais não podem levá-lo. Hesitante por ter que pedir o carro emprestado ao pai, Gabriel aceita o pedido mesmo assim.

Quando chega a noite, já na porta de Henrique, Gabriel descobre que eles serão acompanhados também por Beatriz e Débora, amiga da menina. 
O trajeto parece ser cansativo para todos, já que não conseguem manter um diálogo ou evitam fazê-lo. 
Até que no meio do caminho, Gabriel viu uma luz na estrada se movendo muito rápido e capotou o carro.

Quando acordaram, os quatro estavam em um lugar desconhecido, com roupas diferentes e tudo parecia ter mudado. O carro de Gabriel não estava mais lá e agora estava de dia; tinham acordado dentro de um palácio. Agora estavam em um mundo diferente, que era chamado de Enoua. O que mais desejavam era voltar para a casa em segurança, para suas famílias e para suas vidas. Será que eles vão conseguir? 
"Com certeza isso tudo é um tanto peculiar, pensou Henrique."
A leitura do livro é bem fluida e as letras são grandes, então a gente lê rapidinho. A edição está bem bonita, com detalhes em cada início de capítulo. 
Acho que meu maior problema foram os personagens, que apesar de terem características muito diferentes entre si, nenhum me cativou. Às vezes, quando achava que ia dar certo com um, ele me decepcionava e foi assim com os outros também. Achei Beatriz um pouco egocêntrica demais, o que a tornava um pouco irritante. 

Ficaram muitas perguntas para os próximos livros (esse é o primeiro de uma série) que esperam que sejam respondidas - e acho que serão mesmo. Com relação ao final, achei que o autor soube amarrar muito bem, sem comprometer. 

É isso então, o que acharam? 

Um beijo e foca na leitura!
Facebook
Blogger

2 comentários

  1. Arrebentou, Luiza!!!
    Isso aí, foca na leitura, morsa na leitura, jubarte na leitura!

    ResponderExcluir