INÍCIO RESENHAS PARCEIROS CONTATO ESPECIAIS

11 de março de 2015

Falando sobre: Presságio - O Assassinato da Freira Nua

||
Autor: Leonardo Barros
Editora: Novo Século
Ano: 2012
1ª Edição
220 Páginas
Oi gente! Mais um livro de parceria aqui para vocês! Gosto muito de histórias de mistério, suspense e policiais; logo me interessei por esta história. Lembrando que há um post sobre a parceria, com uma breve biografia do autor e a sinopse do livro.

Alice Vegas tem 26 anos e desde sua adolescência ela tem presságios. Já passou por sete terapeutas, e esta tentando novamente provar que não está maluca com o oitavo. Ela não sabe mais o que fazer, pois tenta explicar para os psicólogos que seus presságio são reais. Contudo, é totalmente desacreditada, pois além de ser algo impossível seus presságios acontecem em alguns momentos peculiares, fazendo com que os médicos digam que são delírios do momento e que não há razão para se preocupar.

No decorrer da sessão terapêutica de Alice, no dia 2 de Julho, em outra parte da cidade ocorreu um assassinato, esse que não há relação com a vida da protagonista. O Delegado Matias e o Agente Felipe são os principais investigadores do assassinato da freia nua do Colégio São Judas, conhecida como Irmã Bianca, uma jovem mulher que lecionava para várias crianças e adolescentes.

Até certo ponto, Alice não parece ter nenhuma ligação com o fato, mas no dia 13 de Julho, com a insistência de sua colega de quarto Geórgia, ela vai à uma festa fantasia. Inicialmente, Alice se recusou, pois o anfitrião do evento, utilizava de inúmeros entorpecentes; algo que a protagonista tentava evitar. Contudo, ela revê uma antiga amiga de faculdade que não suporta, Vívian, e acaba ingerindo várias bebidas alcoólicas para esquecer a presença da mulher.

Alice perde a consciência e tem um presságio. A antiga amiga que reviu, que esta fantasiada de freia, será assassinada na festa. Logo que acorda, percebe que seu presságio já foi concluído e que outra freia nua esta morta.

"Está morta! A Freia Nua está morta!"
 Os assassinatos são rapidamente relacionados por causa do modo ao qual ambas foram mortas e encontradas. O suspeito do primeiro assassinato, logo foi acusado de ser um serial killer, já que ainda não tinha sido confirmada autoria no primeiro crime e ainda estava em liberdade.

"Se o homem que ela vira na festa fosse realmente o assassino da Freira Nua, então talvez suas visões fossem mesmo uma dádiva, e não uma disfunção psiquiátrica."

Alice não acredita no envolvimento do suspeito, pois o homem que viu em seu presságio tinha um porte físico maior, além da aparência totalmente diferente. A partir daí, ela tenta provar que os assassinatos não estão relacionados, que há um assassino à solta e que seus presságios são reais.

"Só é louco quem fala demais! Porque, se você não fala nada, as pessoas não adivinham o que está dentro da sua cabeça! Pode ser a pirada mais dementes de todas! Mas se você não fala nada, você é normal."

O livro é narrado em 3ª pessoa, com o paralelo entre Alice com seus presságios; e o Delegado Matias junto com o Agente Felipe em suas investigações. Na minha opinião, o autor exagerou um pouco no erotismo durante a história, pois fazem parte de inúmeros acontecimentos e poderiam ser evitados. Para mim, esse aspecto não atrapalhou em nenhum momento da leitura, já que o suspense e toda a trama foram bem apresentados e muito bem direcionados. Por esse motivo, recomendo a leitura para maiores de 16 anos. 

O fim me deixou com uma vontade de continuação. Não uma continuação direta, mas talvez Alice em outra ocasião ou outra pessoa com os mesmos dons que ela diretamente engajada na área criminalista. Ao meu ver seria interessante.

Espero que vocês tenham gostado da resenha e que tenham se interessado pelo livro! Comentem suas dúvidas sobre a história, se já leu algum livro do autor ou se ficou interessado na trama!
"Talvez tudo o que se vê, neste plano de objetos sólidos e intransponíveis, seja apenas uma manifestação do prosaísmo dos olhos dos homens que não conseguem enxergar o valor verdadeiro das coisas!"

Ah, e mais uma coisa! Como eu o li em 2015, ele faz parte do Desafio Literário:
  • 19) Um livro com menos de 250 páginas.
E lembrem-se: foca na leitura!
Facebook
Blogger

4 comentários

  1. Oiee ^^
    Esse não é um dos meus gêneros favoritos, mas este livro me surpreendeu bastante. Depois dele até cheguei a ler outros livros com assassinatos e investigação, mas acho que nenhum me impressionou tanto. O desfecho merece mesmo uma continuação 0/
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dry!

      Sempre gostei desse gênero, um dos que quero mais investir em minhas leituras rs
      Sim, realmente o desfecho merece continuação!
      Beijos!

      Excluir
  2. Olá Joyce,
    Gostei muito da sua resenha.
    Já li o livro e, simplesmente, amei cada palavra escrita nele. Achei a história muito bem elaborada.
    Leria tudo desse autor rs.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna,
      Obrigada, fico muito feliz que tenha gostado!
      Gostei bastante também do suspense e do mistério rs
      Também, estou interessada em outro livro do autor já :D
      Beijos!

      Excluir