INÍCIO RESENHAS PARCEIROS CONTATO ESPECIAIS

31 de março de 2015

Falando sobre: Eu Sou o Mensageiro

||

Autor: Markus Zusak
Editora: Intrínseca
1ª Edição
318 Páginas
     Esperei muito tempo para ler esse livro, pois o autor é um dos meus favoritos e todas as suas histórias até agora, me agradaram.

"Não sou nada diferente dos outros jovens daqui destes subúrbios - não tenho lá muitos planos pro futuro, e as possibilidades são poucas. Tirando isso, leio mais livros do que deveria, sou um zero à esquerda na cama e não entendo nada de imposto de renda. Prazer."

   Quando li a sinopse desse livro, imaginei que o personagem tivesse pelo menos 28 anos, ainda mais por ser um taxista, mas Ed Kennedy é um rapaz de 19 anos que fingiu ter 20 para conseguir um emprego, joga cartas com os amigos e é quase invisível.

    Seu cachorro, companheiro de 17 anos,  Porteiro, sempre fica deitado tomando um sol e bebendo um café, fede muito; mas sempre está ao lado de seu dono.


"Ele fica feliz quando sente os raios do sol entrando pela tela na porta e esquentando seu pelo. Ele fica feliz de dormir ali, e dá uma olhadinha preguiçosa pra cima quando eu tento fechar a porta de madeira à noite. Nesses momentos, eu adoro esse cachorro. Gosto dele de montão. Mas, pelo amor de Deus, como o bicho fede!"

     Ed tem três melhores amigos: Marv, Ritchie e Audrey. Marv fala sempre mais do que a boca e é extremamente "mão-de-vaca"; Ritchie é sempre preguiçoso e na dele, raramente expressa sentimentos e por fim, Audrey, é taxista na mesma empresa que Ed, e ele a ama e obviamente, ela sabe disso.


"Quero correr e rir assim pra sempre. Quero evitar qualquer momento de sem-gracice quando o diabo da realidade enfiar o tridente na nossa carne, nos deixando ali parados, juntos, com cara de manés. Quero ficar aqui neste momento e nunca ir a outros lugares, onde a gente não sabe o que dizer nem o que fazer."

      A família de Ed não tem presença na história, sua mãe aparece em algumas partes, mas somente para ofendê-lo, o pai faleceu há pouco tempo e seus irmãos vivem as próprias vidas em outros lugares.

     O enredo é imprevisível, a história no primeiro capítulo já é inusitada e o uso de linguagem informal e gírias é tão grande que chega a ser engraçado. No inicio da história, Ed ajuda na captura de um ladrão de banco totalmente atrapalhado, aparece no jornal da cidade e até faz entrevistas.

   Depois desse acontecimento, ele recebe uma carta de ás de ouros com três endereços, e essa é a primeira de muitas mensagens que virão.




    Não quero mesmo falar sobre a história para não dar "spoiler". O legal é ficar perdido e esperando para onde o enredo vai te levar. Meu livro favorito do autor ainda é "A Menina Que Roubava Livros", sem dúvida alguma, mas deixo uma brecha para o segundo lugar.

    Espero que tenham gostado da resenha, comentem o que acharam do livro! Vocês já leram outro livro do autor?


"Quero pegar este mundo, e pela primeira vez tenho a sensação de que posso fazer isso. Sobrevivi a tudo até agora. Ainda estou aqui, firme e forte."

    E lembrem-se: foca na leitura!
Facebook
Blogger

8 comentários

  1. Olá!
    Esse livro parece ser bem inesperado e interessante - como tudo o que Markus escreve.
    Li apenas A Menina que Roubava Livros dele e amei cada letra que aquele livro tem, acho que com esse não deva ser diferente.
    Gostei muito da sua resenha, pois ela retratou parte da história e nos deixa com aquela sensação do que virá depois. Fiquei ainda mais ansiosa para ler o livro.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna!
      É realmente inesperado, gosto muito da escrita desse autor. Ele sempre tem um narrador poético :)
      Já li todos dele, e gostei de todos :D
      Fico muito feliz que você tenha gostado da resenha!
      Espero que você ler o livro, goste tanto quanto eu :)
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi Joyce, tudo bem?
    Nunca li nada do autor mas ele deve ser extremamente f*da! Adorei os quotes e principalmente a resenha, você escreve muito bem!

    Beijão e até mais...

    Juliano,
    www.diariodeumledor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliano!
      Eu adoro esse autor! <3
      Fico muito feliz que você tenha gostado da resenha :D
      Obrigada!
      Beijos!

      Excluir
  3. Você acredita que ainda não li nada do autor??? Nem mesmo A menina que roubava livros....
    Mas esse livro me pareceu inusitado. Quem sabe uma hora eu não o leio tb.
    Bjus,

    Dani Moraes
    www.asverdadesqueopinoquioconta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim? :O
      Comece por esse, pois talvez você não irá gostar de "A menina que roubava livros" por causa da narrativa lenta.
      Espero que você goste dele quando ler!
      Beijos!

      Excluir
  4. Oi Joyce, tudo bem?
    Eu nunca li nenhum livro do autor. Mas eu vi o filme A Menina que roubava livros e achei linda a história. Mas algumas pessoas já me disseram que a narrativa do livro é um pouco cansativa. Não conhecia esse outro livro do autor, e fiquei bem curiosa, que história diferente. Você me deixou bem instigada para descobrir que cartas são essas que ele recebe, com o intuito dessas mensagens.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cila!
      Acho que seria melhor iniciar com "Eu Sou O Mensageiro", pois a narrativa de "A Menina Que Roubava Livros" é um pouco cansativa no inicio.
      Adoro deixar os leitores curiosos com a trama hahaha
      Espero que você goste da leitura tanto quanto eu! :D

      Beijos!

      Excluir