INÍCIO RESENHAS PARCEIROS CONTATO ESPECIAIS

3 de fevereiro de 2015

Falando sobre: Ratos

||

Autor: Gordon Reece                                                                      Editora: Intrínseca                                                                                  240 Páginas                                                                                                       Sinopse: Shelley e a mãe foram maltratadas a vida inteira. Elas têm consciência disso, mas não sabem reagir — são como ratos, estão sempre entocadas e coagidas. Shelley, vítima de um longo período de bullying que culminou em um violento atentado, não frequenta a escola. Esteve perto da morte, e as cicatrizes em seu rosto a lembram disso. Ainda se refazendo do ataque e se recuperando do humilhante divórcio dos pais, ela e a mãe vivem refugiadas em um chalé afastado da cidade. Confiantes de que o pesadelo acabou elas enfim se sentem confortáveis, entre livros, instrumentos musicais e canecas de chocolate quente junto à lareira. Mas, na noite em que Shelley completa dezesseis anos, um estranho invade a tranquilidade das duas e um sentimento é despertado na menina. Os acontecimentos que se seguem instauram o caos em tudo o que pensam e sentem em relação a elas mesmas e ao mundo que sempre as castigou. Até mesmo os ratos têm um limite.

Oi gente, Joyce aqui de novo com mais uma resenha para vocês! O livro de hoje é estranho e em seu começo há uma tristeza extremamente pesada.
"Então, soube que elas haviam vencido; foi quando percebi que já não poderia suportar o medo, a dor e a humilhação"
Inicialmente, Shelley, a narradora-protagonista, nos conta sobre o seu passado. Suas três melhores amigas do ensino fundamental, depois da passagem para o ensino médio começaram a mudar e a maltrataram sem motivos.
"Talvez elas tivessem ciúmes dessa atenção, talvez tivessem inveja do prêmio importante que recebi, talvez ser oficialmente a menina mais gorda da turma tenha feito com que eu, de repente, perdesse todo o direito de ser tratada como um ser humano."
Ela sempre sofreu muito, pois é recolhida e tímida, e herdou isso de sua mãe que sempre foi submissa ao marido e aos superiores no trabalho. O pai de Shelley pediu o divórcio a pouco tempo, para ter um relacionamento com uma mulher mais jovem, então a mãe dela também tem essa índole de se sentir inferior. Por este motivo, Shelley, caracteriza ambas como ratos, que se escondem para fugir de conflitos.
"Eu era um rato, não esqueça. Parecia-me mais natural não dizer nada, sofrer em silêncio, manter-me quieta e esperar não ser vista, e esgueirar-me pelos cantos à procura de um lugar seguro onde pudesse me esconder."
Depois do divórcio, seu pai vai para outro país com a nova namorada e a mãe dela e ela decidem morar em uma casa distante da cidade, já que Shelley tinha tutores em casa e não precisava estudar na escola por ter sofrido bullying a um nível bem extremo.


Após da mudança, ambas conseguiram se estabelecer e voltar à ter uma vida normal. Aceitando o fato do divórcio dos pais e que conseguiria viver sem as antigas amizades dela, além de  terminar o ano escolar para ir à uma universidade.
"Eu sentia como se entrasse em outra fase, com novas experiências, novas emoções e novos relacionamentos, e ansiava por eles como uma borboleta em uma crisálida anseia por abrir suas frágeis asas e voar."
Até que um acontecimento específico traz uma reviravolta absurda. Chegou a um momento que fiquei confusa e comecei a duvidar do que estava acontecendo. É uma trama nua e crua, bizarra, sem encantamentos. Tudo é aquilo que está ali, sendo atirado para o leitor.
"A realidade era exatamente o oposto da ordem e da beleza; era o caos e o sofrimento, a crueldade e o horror."
Eu particularmente achei esse livro bem incrível, paguei super barato nele e não esperava que fosse tão bom e tão absurdo. A história é inexplicável e o que essa reviravolta implica nas personalidades de ambas, de pessoas submissas e inferiores, elas começam a expressar o que sentem, de um modo até ameaçador.
"Eu me sentia mais forte, mais confiante, mais capaz do que nunca. A vida é brutal. A vida é selvagem. A vida é uma guerra. Eu compreendia isso. Eu aceitava isso. E eu disse: pode vir. Eu já não seria vítima de ninguém. Nunca mais."
É uma leitura que recomendo, não sei se o Submarino vai fazer essa promoção novamente, mas mesmo assim, se houver oportunidade leia Ratos se você gosta acontecimentos e transformações chocantes.

Espero que vocês tenham gostado da resenha, mesmo eu exagerando um pouco nas citações (rs). Não se esqueçam de comentar se já leram o livro; se gostaram ou não da trama e da resenha. E lembrem-se: foca na leitura!
"Talvez, pensei, aquilo que não conseguimos compartilhar com os outros seja o que realmente define quem somos."
Facebook
Blogger

17 comentários

  1. Oláaa, tudo bom?
    Sempre via esse livro em boa promoção no submarino, mas até agora não sabia do que se tratava. Tem uma premissa boa e inteligente, gostei da história no geral também. Estou super curiosa para saber que reviravolta foi essa.
    Beijo,
    http://entreeleitores.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jéssica e você?
      É um livro de promoção que a gente não espera muita coisa, mas nos surpreende :)
      A reviravolta é estranha, se prepare haha
      Beijos!

      Excluir
  2. Adorei a resenha e fiquei com muito interesse em ler o livro. Gostei muito dos quotes escolhidos por você.

    Seguindo aqui... Beijinhos.
    http://cabinedeleitura1.blogspot.com.br/2015/02/unboxing-joia-rara.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exagerei nos quotes nessa resenha haha
      Fico feliz que tenha gostado!

      Seguindo,
      Beijos!

      Excluir
  3. Amei sua resenha! Nunca tinha ouvido falar sobre esse livro, mas agora fiquei bem curiosa!
    Bjs
    Se quiser visitar o meu blog, vou ficar feliz :)
    http://chuvacobertaelivros.blogspot.com.br/2015/02/resenha-correr-ou-morrer.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!
      Fico feliz que minha a deixou tão curiosa :D
      Obrigada, vou olha sim :3
      Beijos!

      Excluir
  4. Oi Joyce!!Tudo bom?
    Já li algumas resenhas sobre esse livro,muitas pessoas falam que ele é bem traumático mas que ao mesmo tempo é uma história incrível.É tão traumatizante assim mesmo?kkkkkkkkkkkk
    Ah gostei dos quotes,todos ele ótimos!!!

    Beijos!!!
    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cláudio! Bem e você?
      Acredite, é traumático e incrível ao mesmo tempo!
      É muito estranho, talvez um pouco traumatizante sim kkkk
      Ah, fico muito feliz que tenha gostado dos quotes, acabei exagerando xD

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi, Joyce. Tudo bem?
    Quase comprei esse livro na Bienal e sempre vejo promoções no Submarino, mas nunca dei muita atenção para ele. Recentemente vi algum outro blogueiro comentando sobre o livro e agora com a sua resenha definitivamente estou curiosa para ler.
    Não imaginava que o enredo seria assim, mas acho que vou gostar da leitura.
    Beijos!
    http://borboletasliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Beatriz, bem e você?
      Eu o vi na Bienal também, mas na época eu não conhecia o livro. Vi muitos blogueiros falando bem do livro e fiquei bem curiosa rs
      Estou muito feliz que minha resenha tenha feito você ficar com tanta vontade!
      Beijos!

      Excluir
  6. Oi!
    Já vi esse livro em outras promoções e sempre pensei "será que compro?". A sua resenha me deu certeza de que eu preciso comprar esse livro e, nem que seja, me traumatizar hehe.

    Leitores Forever

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris!
      Sempre pensei a mesma coisa, e quando o vi tão barato não aguentei hahaha
      Nossa, fico extremamente feliz que você tenha ficado com vontade de ler depois da minha resenha!
      Espero que que você goste da leitura, tanto quanto eu!

      Seguindo,
      Beijos!

      Excluir
  7. Gente, como assim eu nunca tinha parado para ler uma resenha desse livro?
    Eu não sabia sobre o que se tratava, achava que era só uma capa bonitinha, mas nunca liguei pro fato de que fala sobre um assunto que eu gosto TANTO em livros. Amei a resenha!
    Vou esperar a próxima promoção do Submarino e comprar hehe
    Beijos,
    Thay.

    www.missthay.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thais!
      Esse livro engana mesmo pela capa hahaha
      Também não dava nada por ele, mas me surpreendeu bastante!!
      Obrigada, estou muito feliz que tenha gostado da resenha!
      Compra sim, que você não vai se arrepender xD

      Seguindo,
      Beijos!

      Excluir
  8. Oie Joyce,
    Eu li este livro e também não botei muita fé nele,mas também me surpreendi <3
    Amei demais ele.
    Beijos


    Cantinho da Bruna | @cantinhodabruna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna,
      Ele surpreende muita gente! :D
      Também ameei essa história.
      Beijos!

      Excluir
  9. Oi Joyce,
    Tbm gostei bastante de Ratos. Achei incrível a evolução dos personagens ao longo da trama. Sem falar que chega um ponto que qualquer coisa pode acontecer, e o leitor simplesmente não consegue imaginar como as protagonistas vão reagir.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir