INÍCIO RESENHAS PARCEIROS CONTATO ESPECIAIS

19 de fevereiro de 2015

Falando sobre: No Escuro

||

Autora: Elizabeth Haynes                                                                Editora: Intrínseca                                                                        335 Páginas                                                                                Sinopse: Catherine aproveitou a vida de solteira por tempo suficiente para reconhecer um excelente partido quando o encontra: lindo, carismático, espontâneo... Lee parece bom demais para ser verdade. Suas amigas concordam plenamente e, uma por uma, todas se deixam conquistar por ele.Com o tempo, porém, o homem louro de olhos azuis, que parece o sonho de qualquer mulher, revela-se extremamente controlador e faz com que Catherine se sinta isolada. Amedrontada pelo jeito cada vez mais estranho de Lee, Catherine tenta terminar o relacionamento, mas, ao pedir ajuda aos amigos, descobre que ninguém acredita nela. Sentindo-se no escuro, ela planeja meticulosamente como escapar dele.Quatro anos mais tarde, Lee está na prisão e Catherine, agora Cathy, tenta reconstruir a vida em outra cidade. Apesar de seu corpo estar curado, ela tornou-se uma pessoa bastante diferente. Obsessivo-compulsiva, vive com medo e insegura. Seu novo vizinho, Stuart Richardson, a incentiva a enfrentar seus temores. Com sua ajuda, Cathy começar a acreditar que ainda exista a chance de uma vida normal. Até que um telefonema inesperado muda tudo.Ousado e poderoso, convincente ao extremo em seu retrato da obsessão, No escuro é um thriller arrebatador.
Oi gente! O livro que de hoje é extremamente angustiante e na minha opinião vai assustar muito. Não sei se irá assustar homens, mas é provável que assuste um grande número de mulheres, pois é algo bem atual que acontece com muitas pessoas.

O livro é divido entre passado e presente. O começo do livro, no passado, conta como Catherine e Lee se conheceram e o presente nos conta como ela está depois disso. O primeiro encontro foi em uma boate, onde ele trabalhava como segurança, e depois de outros em lugares diferentes, eles começam um relacionamento.
"Eu o amava quando ele era assim, gentil, calmo, feliz."
Cathy o apresenta para seus amigos, e ele é extremamente gentil com ela e com todos. Mas após um tempo, ele começou a ter crises de ciúmes exageradas e proibi-la de sair com suas amigas. Ela entrega a chave de seu apartamento para Lee, algo considerado normal em um relacionamento, porém ele começa a entrar na casa sem o consentimento dela enquanto ela está fora e às vezes muda objetos pequenos de lugar somente para assustá-la. Muitas vezes sentia a presença dele quando saía sozinha.
"Ele entrava na minha casa quando bem entendia, ia e vinha a seu bem-prazer.[...] Lembro-me de ter-lhe dito que queria meu espaço de volta, de ter-lhe pedido a chave, e que ele me deixou ali falando sozinha. Lembro que ele simplesmente saiu andando e foi embora, sem nem discutir."
No presente, depois de muitos acontecimentos que ficam subtendidos, logo de inicio, já sabemos que Lee foi preso, mas só descobrimos realmente o porquê durante a leitura. Cathy sofre de Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), é agoniante o quanto ela verifica as trancas de todas as portas e janelas do apartamento. Ela criou para si mesma várias regras, para que tenha certeza que ele não voltou, então nunca pega a mesma rota para ir e voltar para o trabalho, mesmo que fique mais cansada ou chegue atrasada; além das várias verificações nas trancas do apartamento, ela verifica o portão do condomínio incontáveis vezes; tem horários certos para tomar chá e somente vai ao mercado em dias de números pares.
"O tempo todo, noite e dia, meu cérebro gera imagens de coisas que aconteceram comigo e coisas que podem acontecer. É como assistir a um filme de terror repetidas vezes, sem nunca se tornar imune ao medo."
Se ela não cumpre tais regras, fica extremamente ansiosa e em casos extremos tem ataques de pânico. Vive desse modo há muito tempo e isso serve para que consiga se proteger de alguma forma, caso ele volte. 
"Mas o pânico persistia, apesar de eu tentar ser racional, apesar de dizer a mim mesma que fizera tudo, verificara tudo, que não havia nada com que me preocupar, o apartamento estava protegido, eu estava segura, mais um dia em segurança dentro de casa."
Em um dia comum, Stuart, um novo morador, chega ao prédio. Obviamente, de inicio Cathy o evita ao máximo, pois não quer ter contato e tem medo de pessoas. Contudo, em dia ímpar que falta chá e está chegando no horário certo de tomá-lo, vai até o apartamento de cima, do Stuart, para pedir um saché.
"Mas você não está mais sozinha nisso. E você pode escolher se livrar desse homem ruim, e continuar melhorando e se fortalecendo a cada dia até não sentir mais medo, ou pode deixar que ele continue prejudicando-a. A escolha é sua."
A partir daí, como Stuart é psicólogo, começa a ajudá-la a se recuperar das obsessões. Oferece conselhos para que ela vá ao hospital e converse com outro especialista, pois o que ela faz é somente para se defender das lembranças de Lee. Porém, Catherine começa a sentir indícios em seu apartamento de que ele está voltando.
"Sinto seu cheiro, sinto-o no ar. Eu me lembro da sensação de esperar que ele voltasse, sabendo que não podia fazer nada para escapar, que de nada adiantava correr ou resistir. Era mais fácil simplesmente me entregar."
Essa trama é aterrorizante porque normalmente em livros de terror e suspense são seres sobrenaturais que perturbam ou assustam os personagens, porém em "No Escuro", todas as ações são possíveis e podem acontecer com qualquer pessoa. É possível alguém te seguir, entrar no seu apartamento, mexer em seus pertences e comandar a sua vida. É aterrorizante alguém invadir a sua privacidade e virar sua vida de cabeça pra baixo.

Lee chega aos extremos e suas ações são absurdas, realmente chocantes. Se você não estiver preparado para uma trama assim, não recomendo que leia. É um livro que quando terminei não tinha ideia que ia me impressionar assim.
"Disse que eu era dele, somente dele; que se qualquer homem algum dia olhasse para mim, ele o mataria. Disse isso com desdém, como se fosse uma observação casual, daquelas que se faz durante uma conversa sem muita importância, mas eu acreditei que ele seria capaz. Ele não estava brincando."
É um thriller que vale a pena ler sim! Não entrou nos meus preferidos, porque é uma história muito estranha para se colocar nos favoritos, ele realmente me deu medo. Nenhuma mulher merece viver nessa situação. Lembrando que já vi muitas pessoas darem nota baixa para esse livro, provavelmente por causa do assunto que aborda, mas o objetivo do livro é realmente aterrorizar, mesmo que seja algo desagradável em nossa sociedade.
"Eu precisava aprender a não agir como uma vítima dessa vez - de mim mesma ou de qualquer outra pessoa. Eu precisava de força, para lidar com as coisas ruins que a vida nos oferece. Precisava recuperar o controle."
Bom, é isso. Espero que tenham gostado da resenha. Não esqueça de comentar se já leu ou não o livro e se gostou ou não da resenha e da história! 

E lembrem-se: foca na leitura!
"Agora preciso pensar em um jeito de seguir em frente com isso. Encarar o resto da minha vida. Um dia de cada vez, um passo após o outro. Não posso continuar assim por muito mais tempo. Não posso."
Facebook
Blogger

10 comentários

  1. Eu estava louca pra ler esse livro, agora depois dessa postagem eu fiquei ainda mais!!!
    Parece ser muito bom. Valeu pela dica.
    bjs bjs
    formula-amor.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sofia,
      Estou muito feliz que minha resenha tenha a feito gostar mais do livro!
      Gostei muito dele, e espero que você goste também!

      Beijos!

      Excluir
  2. Oi!
    Já me interessei pelo livro por ele ter um preço tão em conta. Gostaria de lê-lo algum dia.

    Ah, te indiquei para uma tag sobre séries. Se você quiser responder, esse é o link http://leitoresforever.blogspot.com.br/2015/02/tag-series-seriados-cris.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris,

      Ah, leia se você tiver a oportunidade, gostei muito mesmo!
      Obrigada!
      Vou responder sim, vai demorar porque são perguntas difíceis mas vou responder tudo hahaha

      Beijos!

      Excluir
  3. Oii, tudo bom?
    Já tenho este livro parado na minha estante há algum tempo. Nunca me deu vontade de ler. Mas depois dessas resenha =o Preciso ler urgente kkkkk Parece ser um livro que eu iria gostar bastente.
    Um abraço
    Oficina do Leitor / Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniel, bem e você?

      Como assim está parado na sua estante? A capa já me deu vontade de ler desde o inicio!
      Fico muito feliz que tenha gostado da resenha!
      Depois da leitura, me conta se gostou ou não, tá? rs

      Beijos!

      Excluir
  4. Não é de hoje que quero ler esse livro, desde que li Restos Mortais (aliás, recomendo) da mesma autora estou doida para ler No Escuro. Sua resenha ficou ótima.
    Beijos

    Devaneios Insignificantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Milena,

      Obrigada, fico feliz que tenha gostado da resenha!
      Vou procurar mais livros da autora, valeu pela dica :D

      Beijos!

      Excluir
  5. Olá.
    Adoro livros de terror e suspense.
    Pela sua resenha parece um ótimo livro.
    Vou procurar.
    Beijos.

    http://www.leituradelua.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,

      Ah, também adoro livros desse gênero, mesmo ainda sendo iniciante nele rs
      Fico feliz que tenha gostado da resenha e espero que você gosta da leitura tanto quanto eu!

      Beijos!

      Excluir